0

Como Blacklists Podem Influenciar Suas Campanhas de E-mails

As blacklists ou listas negras são comumente utilizadas para armazenar IPs, e-mails ou domínios usados na prática de spam. Desta forma servidores de e-mails podem detectar e filtrar remetentes conhecidos por enviar spam. Sempre que um e-mail é recebido por servidores de e-mails, como Gmail, Yahoo e Outlook, é feita uma consulta a essas listas para verificar se o remetente é um spammer.

Existem diversas blacklist, que são mantidas por diferentes organizações. Todas com a mesma finalidade: Permitir a identificação de remetentes que praticam spam (envio em massa de e-mails não autorizados). É bom ressaltar que essas listas são uma excelente ferramenta no combate ao spam. Sem elas ficaria muito mais difícil impedir que o spam seja exibido na caixa de entrada dos usuários.

Já imaginou como seria o e-mail sem esses filtros de spam? Se você olhar a sua caixa de spam provavelmente encontre dezenas ou até centenas de e-mails com conteúdo totalmente irrelevante para você. Sem esses filtros você teria que abrir e descartar esses e-mails um por um.

Como Entrar na Blacklist

É muito fácil entrar em uma blacklist, basta cometer alguns erros como mostrado no artigo Dicas para não entrar na blacklist. É importante você entender como se entra numa blacklist não cometer esses erros. Pois ao entrar numa blacklist sua campanha de e-mail é terrivelmente prejudicada.

Você pode ser prejudicado até mesmo por utilizar o IP que outra pessoa, antes de você, utilizou para praticar Spam. Neste caso você deve entrar em contato com a provedora de hospedagem de sites ou ferramenta de e-mail marketing para que a mesma solucione este problema (que pode levar um bom tempo) ou providencie outro IP.

Como Sair da Blacklist

Cada blacklist possuí seu próprio método de exclusão, em algumas você simplesmente pode fazer um pedido de reconsideração enquanto em outras é preciso esperar um certo tempo para que o mesmo seja removido automaticamente. Se você utiliza um serviço de hospedagem de sites ou ferramenta para envio de e-mail, entre com o suporte da empresa para que ela providencie a correção do “problema”. Com certeza a empresa está acostumada a lidar com este tipo de situação e sabe como proceder com a remoção da blacklist.

É importante ficar atento para não cair no golpe de algumas blacklists duvidosas. Algumas não são de confiança, por isso, provedores de e-mails não as consultam. Antes de se preocupar pesquise se a blacklist é de confiança. E desconfie se alguma empresa cobrar para “remover” da blacklist.

Consequências

Se por algum motivo você entrou em uma blacklist, é importante entender porque isso ocorreu. Ao entrar numa blacklist suas campanhas de e-mail dificilmente conseguem alcançar um bom resultado. Isso ocorre porque a grande maioria das pessoas não vão receber seu e-mail na Caixa de Entrada, como é de costume. Quando se está na blacklist os e-mails são enviados para a pasta “Spam” ou “Lixo Eletrônico”, dependendo do serviço de e-mail que destinatário utiliza.

Não adiante insistir, se está na blacklist é preciso resolver antes de dar prosseguimento, caso contrário você estará perdendo seu tempo e prejudicando sua campanha de e-mail. É preciso que isso seja resolvido antes de dar prosseguimento a campanha de e-mail marketing.

Principais Blacklists

Existem algumas dezenas, talvez centenas de blacklists, porém, algumas são pouco confiáveis. A abaixo você confere a lista com as principais blacklists:

  • http://www.spamhaus.org/zen/
  • http://www.spamcop.net/bl.shtml

Acesse o site da blacklist para consultar se o IP de seu site está listado nela. Caso esteja, procure por algo como “Blocklist Removal Center” para que possa solicitar a remoção da mesma.

Conclusão

Você dificilmente terá problemas com as blacklists se seguir todas as boas práticas do envio de e-mail marketing. E entrar numa blacklist não é o fim do mundo, muitas pessoas cometem erros e entram na blacklist sem saber. Você não será avisado ao entrar nelas, é preciso ficar atento a baixas taxas de aberturas de seus e-mails e fazer consultas as principais blacklists (listadas acima) a fim de verificar se o seu IP ou domínio está listado nelas.

staff

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *